Brasileirão 2017, Flamengo, Ilha do Urubu — 15/06/2017 at 13:45

Flamengo 2 x 0 Ponte Preta

by
Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Flamengo sai com uma vitória por 2 x 0 na Ponte Preta, na estreia na Estádio Ninho do Urubu, na Ilha do Governador. Parece que superstições e previsões andaram meio longe. O serviço de meteorologia previu chuva, mas a lua nasceu durante a partida. Uma parte dos torcedores prefere estreias de camisas em momentos mais simples, mas isso não interferiu. Mas além da partida, o que pessoal quer saber mesmo foi como essa primeira partida na Ilha. (fotos Celso Pupo)

O trânsito foi o ponto que foi previsto e acertaram em cheio, afinal véspera de um feriado enforcado na linha vermelha é engarrafamento na certa. Para não ter surpresas, saímos antes das cinco da tarde e mesmo assim, o tempo até a chegada ao estádio foi de cerca de 45 minutos, com vários pontos de lentidão. O trecho pior foi antes de chegar na saída para a Ilha. A partir dali, foi bem. O fechamento das ruas começou às 17h – primeira etapa – e depois um bloqueio maior às 19h.

Como temos vários assuntos para falar, melhor dividir em dois posts – com o entorno e outros detalhes e esse de forma geral.

Um das coisas que os torcedores mais gostaram – lógico, tirando a vitória por 2 x 0 – foi ver a rede no estilo véu de noiva. Só não foi aprovada por 100% porque em rede social esse percentual não existe.

Pelo formato e estilo do estádio, parece que o pessoal aprovou a proximidade, cantou bastante e só não dá para dizer que tudo correu perfeito. Nem daria, em uma estreia que foi carregada de polêmica. Faixa com reclamação sobre o preço dos ingressos apareceu nas arquibancadas para dizer o que a Torcida prefere. Não tivemos um estádio lotado. A carga de ingressos à venda (16.060) não se esgotou. Tivemos 13.981 presentes, 13.006 pagantes e renda de R$ 788.649,00. No dia anterior, o Flamengo divulgou a parcial de vendas de 12.500. Sem a venda no local, o número não subiu muito, o que pode ser um bom sinalizador para outras ocasiões.

O jogo em si foi bom. Com dois gols, de Rever e Leandro Damião.

 

A Torcida nem aproveitou tanto a pressão, mas também não se manifestou contra, a não ser na substituição feita pelo Zé Ricardo e a demora pela entrada de Conca, que teve o nome cantado várias vezes.

Sobre a arredores, logística, trabalho da imprensa, vai em outro post.

 

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus
Facebooktwittergoogle_plusrssyoutubeinstagramFacebooktwittergoogle_plusrssyoutubeinstagram

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *