Especiais, jogo das estrelas, Maracanã, Zico — 28/12/2017 at 22:40

Jogo das Estrelas Fecha o Ano no Maracanã

by
Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

No fundo todo mundo queria um dia de paz, mas também intimamente todos estavam um pouco preocupados com o Jogo das Estrelas no Maracanã. Zico falou algumas vezes sobre as conversas com a PM e procurava passar tranquilidade a quem estava planejando estar presente a um dos jogos beneficentes que mais mobiliza a atenção no Rio.

Passar na frente do acesso F e ver os consertos nos portões, mexeu com a gente. O que todos queriam era a volta da tranquilidade e foi assim que aconteceu, com imagens diferentes que vão ficar na cabeça da gente.

Na Zona Mista, local onde a imprensa fica para a passagem dos convidados, celebridades, famosos etc estava tranquila, com bastante movimento mas diferente do monte de gente de 2016 em função da presença de Neymar.

Mas todo mundo por lá, conversando, tentando pegar um depoimento – Tite até falou: “Chega gente, deixa eu tirar umas férias”, e saiu rindo no final do jogo.

Hora de selfies, bate papos e até acompanhar a apresentação de Jermaine Jackson, antes do jogo principal entre as Estrelas Vermelhas x Estrelas Brancas. Aliás, vocês nem vão querer saber o resultado, o principal é que teve muito gol, sem faltar Zico, Romário (que estava atacado), Adriano, Renato Gaúcho e por ai vai. Aliás, não é que o Imperador roubou a cena, mesmo chegando atrasado ao jogo? Pois é, isso foi motivo pra muita resenha dos “a favor” e dos “contra”, mas deixa o cara e deixa chegar 2018.

Foi uma tarde-noite daquelas para fechar mesmo o ano no Maracanã. Com paz.

Outras Histórias

Vale uma história paralela, que vocês nem imaginam. Em novembro, Zico ajudou a outro projeto nosso – realizado com um grupo de diabéticos – que é uma revista online (e todas as redes sociais). O Galinho apoiou as ações do Dia Mundial do Diabetes.

Com isso, além da nossa cobertura, contamos com o trabalho de mais dois repórteres – Daniel Ramalho e Pablo Silva, para outros olhares de um jogo. De diferente tivemos a expressão de curiosidade da vendedora de um dos bares, enquanto eles mediam a glicemia antes de entrar na área de imprensa. Pausa, explicações e a vontade dela de aconselhar um amigo que não anda cuidando de nada do diabetes.

Além disso, ficamos aguardando a saída de José Loreto que avistou um sinal pouco usual para a maioria das pessoas e muito conhecido entre os diabéticos. Daniel e Pablo mostraram a bomba de insulina (que é um equipamento para aplicação automática de insulina) acenando para Loreto. Na hora ele identificou, por ter diabetes também, e veio falar com a equipe. Bate papo, entrevista marcada e matéria para a nossa Revista EmDiabetes. Um momento especial que Zico proporcionou a eles e nem imagina o que aconteceu.

@JDEZico

Como sempre fazemos repassamos muitos informes para tirar as dúvidas dos torcedores que estavam chegando ao Maracanã. Antes, durante e depois foram vários informes compartilhados.

Chegar ao fim do trabalho e receber esse tweet, foi para encerrar com chave de ouro o nosso trabalho.

Um Pouco de Tudo

Assim é o Jogo das Estrelas que reuniu cerca de 47 mil torcedores no Maracanã, onde as histórias paralelas se multiplicam, os olhares para a partida são diferentes, a correria da cobertura dá lugar a uma sensação que o ano agora acabou e que as esperanças se renovam.

Uma coisa temos certeza, queremos mais paz em 2017, queremos o clima do Jogo das Estrelas, com famílias, crianças e torcedores misturados, sem guerra, sem conflito.

Que assim seja em 2018. (fotos Celso Pupo)

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus
Facebooktwittergoogle_plusrssyoutubeinstagramFacebooktwittergoogle_plusrssyoutubeinstagram

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *