Flamengo 1 x 0 Corinthians

by
Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Mais uma rodada perfeita para o Flamengo e uma participação decisiva da Torcida. Hoje, no segundo tempo, quando o time parecia que estava dando uma cochilada, a galera, que já estava cantando durante todo o jogo, subiu mais um tom e ligou os jogadores na tomada. (fotos de jogo Celso Pupo)

Para dar um panorama um pouco diferente do jogo, circulamos pelo Maracanã, passando por vários setores. Toda a galera fiz o trabalho da melhor forma. Cantoria, pressão contra o time do Corinthians, incentivo e mesmo na substituição do Dourado, as coisas acabaram se equilibrando. Começaram a vaiar, mas depois seguiram os aplausos.

E se o tom já estava alto, quando saiu o gol, marcado pelo Felipe Vizeu, ai mesmo que a galera se acabou. Foi assim até o final da partida. Depois do apito final, a comemoração não parava nas arquibancadas e no campo, com os jogadores dançando ao som da Nação Rubro-Negra.

Flamengo 1 x 0 Corinthians para um público de 49.222 presentes, 44.079 pagantes e renda de R$ 2.033.277,00.

Esquema do Entorno

Pelo menos na chegada das torcidas, o esquema de segurança que foi preparado, funcionou bem. Um trecho da Rua Eurico Rabelo, entre a Rua Conselheiro Olegário e a Isidro Figueiredo ficou fechado para a passagem dos rubro-negros. Todas as bilheterias abertas para venda e troca de ingressos comprados na internet e a compra para a torcida do Corinthians foi direto no acesso de um dos setores do setor Sul.

O trânsito de torcedores rubro-negros foi grande nas ruas transversais e na São Francisco Xavier, mas não vi ninguém achando ruim. Neste trecho, e mais adiante, melhorou também a circulação dos torcedores, em função de menos carrocinhas de ambulantes.
Bilheterias

Nas bilheterias, uma questão importante. Até por volta de duas e meia da tarde não havia fila longa em nenhuma bilheteria. Muito movimento, mas sem problemas. As filas começaram por volta das 3 da tarde. Uma dica importante, para se planejarem melhor quanto ao horário de chegar ao Maracanã, quando não for possível trocar antes.
A chuva que começou a cair, por volta das duas e pouco, ajudando a empurrar o pessoal pra dentro do estádio. Olhando do alto do anel superior do Maracanã não vimos grandes problemas.

Na saída, conversamos com o Major Silvio Luis, comandante do GEPE, que estava acompanhando a saída dos torcedores do Corinthians. Ele falou que correu tudo bem e que a liberação dos visitantes só sairia depois que o entorno estivesse vazio.

 

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus
Facebooktwittergoogle_plusrssyoutubeinstagramFacebooktwittergoogle_plusrssyoutubeinstagram

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *